Contador de visitas

terça-feira, 10 de julho de 2012

BANQUETE PARA PORCOS
Solto em Mato Grosso peão que matou colega trabalhador de fazenda a paulada e pedradas, depois cortou o corpo ao meio com machado, enterrando em cova rasa!
================
Detalhe sinistro: cerca de 85% do cadáver acabou sendo devorado por porcos criados soltos na fazenda, que farejaram o sangue da vítima!!!




Baseado na tese de legítima defesa (matou para defender a esposa)Ronei Leonel de Almeida, de 28 anos, ficou apenas uma noite detido no Cisc de Juína. Na manhã do sábado (07.07) ele confessou a autoria de um crime bárbaro e macabro, e apresentou os motivos e a versão dos fatos ao delegado de polícia, Valter Cardoso. Segundo o delegado, a vitima identificada apenas como Gilmar ou Gilmarzão chegou à residência de Ronei na segunda-feira dia 2 de julho, por volta das 17h com um litro de pinga, e pediu para tomar a pinga na área da sua casa, localizada na sede da fazenda onde os dois trabalhavam. Por volta das 21h, Ronei foi para o quarto cuidar de seu filho e a vitima foi na cozinha e tentou estuprar sua esposa uma senhora que recém havia dado a luz. Quando ela gritou por socorro, Ronei foi à cozinha e entrou em luta corporal com o acusado, mesmo de porte físico avantajado ele foi atingido com uma paulada no rosto e ambos foram para o lado de fora da casa e em posse de uma pedra, a vitima foi golpeada na cabeça. Horas depois, constatada a morte do Gilmar, seu corpo foi cortado ao meio com um machado e enterrado em cova rasa. onde acabou tendo cerca de 85 % da carcaça devorada por porcos criados na fazenda, que farejaram cheiro de sangue e banquetearam o morto. Espontaneamente o peão confessou o assassinato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário