Contador de visitas

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

BARRADO, HUMILHADO, IMPEDIDO DE SUBIR NO PALANQUE DE WILSON SANTOS, DANTE TEVE CRISE DE CHORO E SE REFUGIOU NUM BOTECO, ONDE SE EMBRIAGOU PARA ESQUECER A  INGRATIDÃO DO "AMIGO"!  
Resultado de imagem para DANTE E WILSON SANTOS
O dia em que Dante chorou 

Este artigo foi escrito e publicado em 2010 pelo jornalista Auro Ida,  no site Olhar Direto.  Um ano depois, em 2011, ele foi assassinado a tiros no bairro Jardim Fortaleza, em Cuiabá, numa emboscada fatal envolta em mistérios até hoje.

 O ex-deputado federal Lino Rossi (PP) filosofou, anos atrás, numa conversa comigo, sobre caráter. Talvez, nem se lembre mais, mas dizia ele: conheço gente de caráter, de bom caráter e mau caráter. Mas conheço uma pessoa sem caráter, isso mesmo, SEM CARÁTER: o então deputado e hoje candidato do PSDB ao governo do Estado, Wilson Santos. No jargão polí­tico, o galinho seria aquele capaz de "vender" a mãe para chegar ao poder. Esse fato me fez lembrar algumas passagens capaz de ilustrar a afirmação. 

Em 1992, os vereadores do PDT na Câmara Municipal de Cuiabá, formada na época por Roberto Nunes, José Antonio Rosa e Chico Daltro, tiveram trabalho para segurar a vaga de candidato a prefeito da capital para o ex-govenador Dante de Oliveira, que estava viajando. Wilson Santos, na condição de deputado, reivindicava a vaga para si, não importando para o fato de Dante de Oliveira ser a maior liderança do partido no Estado. Não conseguiu o intento e, depois, abandonou o grupo e se filiou ao PMDB, tendo apoiado, em 1998, a candidatura do ex-governador Júlio Campos (DEM) contra Dante de Oliveira, que seria reeleito.  Anos antes, o galinho havia protagonizado um discurso polêmico, comparando a famí­lia Campos a música Mexe Mexe, da dupla Leandro e Leonardo.

 Em 2004, depois do ex-governador ter sofrido um dolorida derrota para o Senado da República em 2002, Dante de Oliveira foi, literalmente, humilhado por Wilson Santos, que havia retornado ao seu grupo polí­tico, se filiando ao PSDB, para disputar a Prefeitura de Cuiabá. Animado com a possibilidade de rebater as crí­ticas que vinha sofrendo do governo Maggi, Dante de Oliveira levou consigo o seu sobrinho Leonardo de Oliveira e sua esposa para testemunhar a sua participação no comício do galinho, realizado na região do CPA. "Ele me dizia que iria estraçalhar o governo Maggi", lembra o seu sobrinho. Ao chegar no local do comí­cio, na escada que dava acesso ao palanque, a surpresa. A promoter Carlina Jacob o parou e aconselhou a não subir. "O pessoal acha bom o senhor não subir, porque será vaiado", avisou a promoter, completando: "É melhor o senhor ficar fora da campanha, porque só vai prejudicar a candidatura de Wilson Santos". 

 Com olhos lacimejados, Dante de Oliveira olhou para o seu sobrinho e recomendou: "arruma uma carona que vou embora agora". Sem dizer mais nada, ele entendeu que não era mais considerado a liderança do grupo. Estadista, com curriculo invejável, aceitou com parcimônia a decisão de seus liderados e foi embora sem reclamar. "Foi a única vez que o vi com lágrimas nos olhos por causa da polí­tica", conta Leonardo. Mais tarde, após o comí­cio, o seu sobrinho foi buscá-lo num barzinho, onde costumava tomar o seus conhaques. Triste, mas resiginado, 

Dante de Oliveira começou a se preparar para dar a volta por cima em 2006, quando uma fatalidade o tirou do conví­vio com o nosso mundo. Reconhecido como o maior polí­tico mato-grossense do final do século XX e de ter arrumado as finanças do Estado e prepará-lo para o futuro após uma administração pifia realizada pelo hoje senador Jaime Campos (DEM). Endeusado, principalmente, na cuiabania, Wilson Santos não pesou duas vezes para "aproveitar" eleitoralmente da morte de Dante de Oliveira, colocando o seu nome na coligação, que o reelegeria em 2008. Rapidamente, esqueceu que, quatro anos antes, ele havia "expulsado" Dante de Oliveira do seu palanque. Esse é caráter do Galinho. (AURO IDA)

ESPOSA DE EMANUEL PINHEIRO SAI EM DEFESA DA PRIMEIRA DAMA VIRGÍNIA MENDES, TRATADA FEITO"CADELA SARNENTA" POR GRUPO DE WILSON SANTOS 

 Após vários ataques contra a primeira-dama de Cuiabá, Virgínia Mendes,   protagonizados até  pelo marqueteiro do candidato à Prefeitura de Cuiabá, Wilson Santos, jornalista Kleber Lima (ex-secretário de Mauro Mendes)   a esposa do também candidato Emanuel Pinheiro, Márcia Pinheiro,  saíu em defesa de Virgínia. Em sua página pessoal do Facebook, Marcia publicou um texto se solidarizando com a primeira-dama dizendo que os ataques foram feitos sem ao menos que Virgínia pudesse se defender. . “Querida Virginia Mendes, quero que saiba que você tem o meu apoio e a minha solidariedade. Enquanto muitos se calam quanto a isso eu não tenho receio de me posicionar e dizer que você, independente de campanha, independente de eleição, tem o meu profundo respeito e admiração”, diz trecho da publicação. Virgínia, por sua vez, também publicou em sua página do Facebook um agradecimento a Marcia dizendo que sente-se lisonjeada por ter ela ter saído em sua defesa e que mulheres de posicionamento precisam ser fortes. Recentemente, Virgínia desmentiu  o candidato Wilson Santos sobre sua afirmação em relação ao “Programa Siminina”. Ela disse que Wilson mentiu em seu programa eleitoral quando afirmou que o Siminina tinha 1,7 mil meninas inscritas quando, na verdade, Virgínia tinha pego o programa com apenas 198 garotas, além das unidades que as abrigavam estarem completamente sucateadas.

Arre Égua!!!
FUNDADOR DO PSOL EM MATO GROSSO APONTA  "PROCURADOR MAURO" COMO  UM HOMEM  "CALOTEIRO,  INCOMPETENTE, EGOÍSTA,  DESORGANIZADO E  VAIDOSO "
Resultado de imagem para marcos magno e procurador mauro
Procurador Mauro e Marcos Magno
Resultado de imagem para charge vaidoso

O ex-presidente do Psol em Cuiabá, Marcos Magno de Castro Ferreira, denunciou  na terça (27), em entrevista à imprensa cuiabana,  a “falta de transparência, a incompetência e o modo oligárquico” como o partido é conduzido pela família do candidato a prefeito Mauro de Lara Barros, o “Procurador Mauro”. Para ele, a chegada desse grupo à prefeitura “seria um verdadeiro desastre para Cuiabá”, afirma. Marcos Magno, que foi um dos fundadores do Psol em Mato Grosso – e candidato a governador em 2010 –, disse que se desfiliou do partido em março deste ano em razão do “egoísmo” de Procurador Mauro, que utilizaria o partido apenas para benefício próprio. “Ele é um sujeito egoísta e só usa o partido para se promover, afastando correligionários e militantes. Estou denunciando, de forma espontânea, porque tenho medo de que um sujeito como ele chegue a ser prefeito de Cuiabá, porque ele não sabe administrar nem um partido com sete ou oito pessoas”, disse Magno. De acordo com o ex-correligionário de Procurador Mauro, o Psol em Mato Grosso sempre tem suas contas reprovadas no TRE, em virtude “do desleixo e da incompetência do grupo” formado pelo candidato a prefeito, “seus dois irmãos e mais duas ou três pessoas”. 

Marcos Magno coloca na lista o candidato a vice-prefeito na chapa de Procurador Mauro, José Roberto de Freitas Cavalcante. “Não é um grupo confiável. Nenhum deles tem qualquer experiência administrativa. Nenhum deles jamais fez qualquer trabalho social ou em benefício do partido. São funcionários públicos e candidatos profissionais, que se utilizam da lei eleitoral para receber salários e ficar sem trabalhar. Se eles não conseguem administrar nem um pequeno partido, o que farão com um orçamento de mais de R$ 2 bilhões da prefeitura?”, indaga. Marcos Magno, que é contador e administrador de empresas há 30 anos, também fez duras críticas ao caráter do Procurador Mauro. “Vou te dizer uma coisa: quem vota em Procurador Mauro é quem não o conhece. Ele é egoísta, personalista, vaidoso e obsessivo. Ele se acha e, de fato é, o dono do Psol em Mato Grosso”, afirma. “E a população de Cuiabá não o conhece, porque ele só aparece de dois em dois anos, não tem militância política, jamais fez qualquer ação dentro do partido e somente usa o Psol para proveito próprio. Sou testemunho de que, para se promover, ele usa os próprios correligionários, que são sempre deixados de lado”, diz. 

Quando se filiou ao Psol, em 2005, Marcos Magno colocou uma sala comercial de sua propriedade à disposição do partido, no Centro de Cuiabá. Durante dois anos, ele não cobrou o aluguel da sala. Mas quando o Psol começou a receber recursos regulares do Fundo Partidário, Magno começou a cobrar R$ 300 de aluguel. Procurador Mauro foi um dos que assinaram o contrato, que jamais foi cumprido. “Desde 2008, até 2012, eu jamais recebi qualquer coisa, seja aluguel, seja condomínio. Meu prejuízo já passou dos R$ 24 mil. Só com isso você pode ter uma ideia do tipo de pessoas que querem chegar à prefeitura de uma capital como Cuiabá”, afirma. “Hoje o partido simplesmente não tem endereço. O próprio Procurador Mauro, alguém sabe onde ele mora? Tudo que sabemos é que existe uma casa onde a banda dele ensaia, mais nada. No TRE, o endereço do partido continua sendo a minha sala, pois nem isso eles conseguiram atualizar. Como a população de Cuiabá pode confiar em alguém assim? Meu grande medo hoje é de que um grupo assim chegue à prefeitura. Não tenho dúvidas de que vai deixar muitas sequelas, e quem mais vai sofrer é a população mais pobre”, afirmou.
TAQUES ACREDITA QUE ELEITOR CUIABANO JÁ PERDOOU WILSON SANTOS E LEVARÁ SUA CANDIDATURA AO SEGUNDO TURNO


Entrevistado por telefone de Lucas do Rio Verde (Médio Norte-MT), onde se encontrava na dura missão de angariar recursos para a campanha de Wilson Santos e outros candidatos do PSDB, em dificuldades financeiras, o licenciado Chefe da Casa Civil,  Paulo Taques, assegurou que a reta final da campanha para prefeito de Cuiabá irá consolidar o candidato Wilson Santos (PSDB) no segundo turno. Taques acredita  que o eleitor cuiabano já não vê mais a candidatura do tucano ao governo em 2010 como um “abandono” à Prefeitura de Cuiabá, mas como uma empreitada enfrentada para tentar evitar que Silval Barbosa (PMDB) chegasse ao Palácio Paiaguás. "Se nós soubéssemos o que ia acontecer na frente, tenho certeza que o eleitor em 2010 votaria em Wilson Santos para ser governador”. Afirmou  Taques 
JUIZ PROÍBE VÍDEO DE EMANUEL DETONANDO WILSON SANTOS 

O juiz eleitoral da 37ª zona eleitoral de Cuiabá, João Alberto Menna Barreto Duarte, proibiu na terça (27)  que o candidato a prefeito, Emanuel Pinheiro (PMDB), seja proibido de veicular inserções em televisões e rádios na propaganda eleitoral gratuita acusando o adversário Wilson Santos (PSDB) de ter praticado atos de corrupção na "Operação Pacenas", deflagrada pela Polícia Federal em 2009 por fraudes em licitações para obras de água e esgoto. O magistrado arbitrou mula diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento da decisão. Wilson Santos acionou a Justiça Eleitoral alegando que o vídeo "é um programa eleitoral de forma absolutamente irregular, uma vez que utiliza-se de montagem grosseira, aduzindo que a inserção atacada utiliza montagem, bem como imputa fatos que não são verdadeiros".
Janaína Riva:
"WILSON É UM POLÍTICO VAMPIRO. ENQUANTO PUDER SUGARÁ O SANGUE DE PEDRO TAQUES!"
Resultado de imagem para charge vampiro Testemunha ocular, presente no momento em que Emanuel explicitava as "qualidades " de Wilson Santos,  a sua colega deputada Janaína Riva  (PMDB), que apóia  o  candidato do seu partido, entrou no meio da entrevista,  quando  Pinheiro detalhava sofrimento de Dante nas mãos de Santos, em 2004, para acrescentar: "Wilson é um político vampiro... Pode gravar aí. Enquanto puder ele sugará o sangue do governador Pedro Taques. Mas  é esperto, não fará com ele o mesmo que fez com Dante, pois, desgastado ou não,  ainda é governador do Estado e tem a máquina nas mãos". 
EMANUEL PINHEIRO ACUSA WILSON DE TER PISADO, HUMILHADO E EXCLUÍDO DANTE NO PASSADO, "POR QUEM HOJE CHORA LÁGRIMAS DE CROCODILO!"
Resultado de imagem para dante e wilson santosWilson Santos, em 2010, candidato a governador, chorando no túmulo de Dante, em Cuiabá

Na saída do grande comício, TERÇA (27), no  Hotel  Fazenda, em Cuiabá, quando falou para mais de 2 mil pessoas,  o candidato Emanuel Pinheiro (PMDB)  foi duro com seu adversário Wilson Santos (PSDB), ao ser questionado por repórter de conhecido site cuiabano. "Quero ver seu site publicar minhas palavras... Seu patrão, como diz o Jaime (Campos, ex-senador) está ajojado até o pescoço com o Wilson... Mas vamos lá. Meu adversário é desleal. Só ganha eleição fazendo trapaças. Foi assim com  Alexandre Cesar, em 2004, quando colocou um casal de  velhinhos na TV para chorar e acusar o Alexandre, que estava em primeiro nas pesquisas, de ter trapaceado os idosos. Em 2008, para vencer Mauro Mendes, armou diversas jogadas sujas. Entre elas, filmou candidatos a vereador do PRTB supostamente recebendo dinheiro, detonando Mauro . É SUJO E TRAIDOR... Pois veja: hoje ele idolatra Dante de Oliveira, falecido em 2006. Beija  e bajula  seus familiares. Só que você sabia que em 2004, ao sair pela primeira vez para prefeito ele não deixou Dante subir no seu palanque. O mesmo Dante por quem hoje derrama lágrimas de crocodilo, vai a cemitério, chora no seu túmulo. Dante tinha perdido a eleição para senador em 2002, estava desgastado,  a mídia noticiava isso diariamente. E Wilson, mesmo com o devotado apoio do saudoso governador, passou a escondè-lo nas aparições públicas, especialmente nos comícios, quando proibiu sua subida nos palanques. Os arquivos estão aí, para provar que não estou mentindo.... É a mesma coisa que está fazendo com o governador  Pedro Taques, depois que descobriu que as aparições do governador em seus programas eleitorais vinham contribuindo para sua queda nas pesquisas... É um patife, malandro, trapaceador e notório traidor!... Seu patrão deixará você publicar isto?"

terça-feira, 27 de setembro de 2016

WILSON NA PREFEITURA, MENDES NA CADEIA?
SENTINDO-SE TRAÍDO, SACANEADO PELO PREFEITO MAURO MENDES, QUE  ABANDONOU CUIABÁ PARA PARTICIPAR DE CAMPANHAS NO INTERIOR DO ESTADO,  WILSON SANTOS DEIXA DIPLOMACIA DE LADO E PROMETE ESMIUÇAR CONTAS "CABELUDAS" DA PREFEITURA COM AUDITORIAS NA FOLHA SALARIAL, NAS DESPESAS COM SAÚDE E OBRASDE PAVIMENTAÇÃO NOS BAIRROS, ENTRE OUTRAS 
E DENUNCIA "COISAS ABSURDAS" NO HOSPITAL SÃO BENEDITO!!!

 Resultado de imagem para CHARGE  BICHO PRESO     O deputado e candidato à Prefeitura de Cuiabá pelo PSDB, Wilson Santos, prometeu realizar pelo menos duas auditorias na gestão do prefeito Mauro Mendes (PSB). Depois de assegurar no debate da TV Record que fará uma varredura na folha de pagamento do aliado que tem se recusado a subir no seu palanque, o tucano prometeu na noite da segunda-feira (26) auditar gastos do município com o Hospital São Benedito, os quais  considerou "ESTRANHOs”.

 Durante encontro realizado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM),  Wilson alegou que apenas com o Hospital São Benedito representa gastos de R$ 6 milhões, enquanto o restante das unidades consomem R$ 16 milhões. Além dele, participaram do evento os candidatos Renato Santtana (Rede Sustentabilidade), Julier Sebastião da Silva (PDT) e Serys Slhessarenko (PRB).  “Precisamos analisar com rigor esses gastos com o São Benedito. Preciso entender esses números”, afirmou Wilson ao defender a auditoria, o que foi visto com surpresa inclusive por aliados.

 O tucano tem divulgado o apoio do PSB, apesar de Mauro Mendes se recusar a subir no palanque do antigo adversário. Durante debate na TV Record realizado na noite de domingo (25), Wilson prometeu se debruçar sobre os gastos com a folha de pagamento da gestão de Mauro Mendes. Isso porque estima que até o ano que vem o município deve atrasar pagamento de salário dos servidores.


FORA, TAQUES!
APÓS CONFIRMAR COM LEVANTAMENTOS QUE IMAGEM DO GOVERNADOR PEDRO TAQUES ESTAVA ALAVANCANDO SUA CANDIDATURA "PARA BAIXO", WILSON SANTOS ESCANTEIA GOVERNADOR E PASSA A USAR NOVOS ARTIFÍCIOS PARA CHEGAR AO SEGUNDO TURNO 

Durou pouco a "lua de mel" entre Wilson Santos e seu "financiador e protetor" Pedro Taques. Levantamentos feitos em bairros da Capital por pesquisadores do instituto KGM, do marqueteiro kleber Lima, a pedido do candidato tucano, na semana passada, mostraram que, ao invés de somar votos, as seguidas passagens do governador pelos diferentes horários dos programas eleitorais em emissoras de rádio e tv, longe de ajudar, estavam "alavancando para baixo" a candidatura de Wilson.

"A briga do governador com o funcionalismo público (não pagamento do RGA e atraso na Folha) está pulverizando sua candidatura, dado ao fato de grande parcela do eleitorado cuiabano  ser composta por servidores estaduais e familiares destes, sem contar o desgaste da sua  saída da Prefeitura em 2010, para concorrer ao Governo do Estado". Revela trecho resumido do histórico da pesquisa encomendada pelo próprio Wilson Santos, ao identificar  brusca queda em levantamento feito pelo Gazeta Dados, também na semana passada. 

Para não melindrar ego e vaidade de Pedro Taques, o candidato  tucano usou a desculpa de que mostraria "podres" do Emanuel e outros adversários, o que poderia ocasionar constrangimentos ao governador. Além atacar Emanuel, no qual vê seu principal oponente na disputa pelo Alencastro, Wilson determinou a  colocação de imagens  e depoimentos diversos, com foco na família do vice Leonardo Oliveira, Dante e sua viúva Thelma de Oliveira, além de figuras como Jajah Neves, Everton Pop e outros  aliados bons de voto.
COM CORPO A CORPO, EM BAIRROS DE CUIABÁ,  WILSON TENTA REVERTER REJEIÇÃO... SOFRE DECEPÇÕES E DEMONSTRAÇÕES DE ÓDIO À SUA CANDIDATURA!
Resultado de imagem para charge ovos e tomates
Tentando garantir uma vaga no segundo turno das eleições para prefeito de Cuiabá, o candidato Wilson Santos (PSDB) iniciou a semana no corpo a corpo com o eleitorado, no bairro Tijucal. Cercado de cabos eleitorais, membros da equipe de marketing e lideranças do local, Wilson recebeu abraços de eleitores gentis ao caminhar pela Avenida Espigão, na tarde da segunda-feira (26). Mas teve muitas decepções. Uma delas: Numa grande loja de calçados,  Stefanie Barros de Araújo, 26 anos, e outra colega que pediu para não ser identificada, enfrentavam mais um dia na sua rotina de trabalho  quando um cabo eleitoral adentrou ao estabelecimento para falar de Wilson Santos e perguntar se ele poderia ser recebido na loja. Na frente de fot[ografos e repórteres a moção respondeu "NÃO".  A colega vendedora se recusou até mesmo a pegar um  santinho, não quis tirar foto e logo foi para a parte fechada da loja. Stefanie, mais gentil,   revelou  que já tinha votado  em Wilson Santos em eleições passadas, mas se decepcionou quando o tucano abandonou a Prefeitura em 2010 para disputar o Governo do Estado e deixou em seu lugar o vice Chico Galindo (PTB). "Por educação, no meio da rua,  ainda posso apertar sua mão, mas minha colega  e outros aqui da loja tem ódio dele e da sua candidatura!" Disse  a vendedora.

JUIZ CORTA "ASINHAS" DO TUCANO WILSON SANTOS

O juiz eleitoral João Alberto Menna Barreto Duarte, da 37ª Zona Eleitoral, determinou que a coligação “Dante de Oliveira, do candidato a prefeito Wilson Santos (PSDB), retire do ar propaganda eleitoral que tem como “exclusivo propósito de pejorar” a imagem do candidato Emanuel Pinheiro (PMDB). Caso Wilson Santos insista em manter a propaganda no ar, ele terá de pagar multa diária de R$ 10 mil, ao Fundo Partidário.O magistrado acolheu as alegações da coligação de Emanuel Pinheiro e disse que “o conteúdo da propaganda eleitoral encontra-se eivado de ofensas que podem, inclusive, vir a se caracterizarem como penalmente relevantes”.

ACREDITE SE QUISER: PESQUISA APONTA OS "MAIS VOTADOS" PARA VEREADOR EM CUIABÁ

Na capital do Estado, pesquisa do Gazeta Dados apontou os mais cotados para vereador: A liderança é do vereador Adevair Cabral (PSDB) com 2,26%. O presidente da Associação do Shopping Popular, Misael Galvão (PSB), é o segundo com 2,01, seguido pelo ex-secretário de Educação, Gilberto Figueiredo (PSB), com 1,51%. O vereador Juca do Guaraná é o quarto colocado com 1,38%, empatado com o também parlamentar Adilson da Levante (PSB).

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Antes de decolar num jatinho!
EM BUSCA DE EUROS E DÓLARES PARA DESENTERRAR CAMPANHA DE WILSON, SECRETÁRIO  PAULO TAQUES  DEMONSTRA CONFIANÇA EM VITÓRIA E ALERTA: "ELEIÇÃO DE EMANUEL SERÁ RETROCESSO DE UMA DÉCADA PARA CUIABÁ

Entrevistado de relance hoje  pela manhã em um hangar do   Aeroporto Marechal Rondon, antes de embarcar num jatinho rumo a  local ignorado,  o secretário licenciado  da Casa Civil,  nesta segunda (26), Paulo Taques, disse  que tem "convicção" de que Wilson Santos (PSDB) irá para o segundo turno. Ele se licenciou do cargo, para se dedicar à campanha do candidato tucano. E afirmou otimista:    " O Wilson estará no segundo turno para mostrar que tem o melhor projeto para Cuiabá, além dos melhores apoiadores".  Concluindo, alertou  que uma eventual eleição do candidato Emanuel Pinheiro (PMDB) significará um "retrocesso de uma década" para Cuiabá.